Em novo ajuste, Petrobras reduz preço da gasolina em 1,9%; diesel sobe 0,7%

Enquete

O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

Obrigações do Dia

  • 20/Fevereiro/2018
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte
  • Cofins/CSL/PIS-Pasep | Retenção na Fonte
  • COFINS/PIS-Pasep | Entidades financeiras
  • INSS | Previdência Social
  • EFD - Contribuintes do IPI | Pernambuco e Distrito Federal
  • Simples Nacional
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação – PMCMV
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação
  • Previdência Social (INSS) | Parcelamento excepcional de débitos de Pessoas Jurídicas
  • Parcelamento especial da Contribuição Social do salário-educação
  • Previdência Social (INSS) | Parcelamento Especial de Débitos - PAES

Indicadores Econômicos

Moedas - 16/02/2018 16:52:50
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,216
  • 3,217
  • Paralelo
  • 3,180
  • 3,340
  • Turismo
  • 3,090
  • 3,350
  • Euro
  • 3,999
  • 4,001
  • Iene
  • 0,030
  • 0,030
  • Franco
  • 3,497
  • 3,499
  • Libra
  • 4,515
  • 4,516
  • Ouro
  • 140,240
  •  
Mensal - 15/01/2018
  • Índices
  • Nov
  • Dez
  • Inpc/Ibge
  • 0,18
  • 0,26
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,55
  • Ipc/Fgv
  • 0,36
  • 0,21
  • Igp-m/Fgv
  • 0,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • 0,80
  • 0,74
  • Selic
  • 0,57
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,58
  • 0,58
  • TR
  • -
  • -

São Paulo, 14 - Em novo ajuste, a Petrobras anunciou nesta sexta-feira, 14, redução de 1,9% no preço da gasolina nas refinarias e alta de 0,7% no diesel. Os novos valores valem a partir deste sábado, 15.

A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.

A estatal perdeu participação de mercado no primeiro semestre, por conta de competidores que estavam trazendo combustíveis mais em conta do exterior, aproveitando o momento de recuperação de margens, adotado pela estatal. Com isso, as refinarias da Petrobras estavam trabalhando com menores patamares de utilização da capacidade, o que significa que o custo de produção de cada litro estava saindo mais caro para a companhia.

Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.

Site desenvolvido pela TBrWeb  (XHTML / CSS)
PMRH Consulting  |  Rua Salesópolis 582, Jardim Alto da Barra - Campinas SP  |  Fone 19. 3325 6100